FAB responde a crise: Avião decola com 18 toneladas de alimentos para vítimas de enchentes no Rio Grande do Sul

FAB, OAB-DF e CNM coordenam esforços para ajudar famílias afetadas por enchentes

Brasília, DF – A Força Aérea Brasileira (FAB), a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Distrito Federal (OAB-DF) e a Confederação Nacional de Municípios (CNM) estão unindo forças para fornecer assistência vital às famílias atingidas pelas recentes enchentes no Rio Grande do Sul (RS).

Um avião da FAB decolou nesta segunda-feira (6) de Brasília, transportando 18 toneladas de doações da população destinadas às vítimas das enchentes no RS. Esta iniciativa vem em resposta aos fortes temporais que já tiraram a vida de 85 pessoas na região até o momento.

As instituições do Distrito Federal estão mobilizadas para coletar donativos essenciais, incluindo água potável, alimentos, roupas e colchonetes. A Defesa Civil do Rio Grande do Sul identificou uma série de itens urgentemente necessários, como leite em pó, fraldas, cobertores, e materiais de higiene e limpeza.

Para facilitar as doações, pontos de coleta foram estabelecidos em diversas instituições, incluindo:

  • Base Aérea de Brasília, onde a FAB está recebendo e distribuindo os donativos em coordenação com a Operação Taquari II.
  • Superior Tribunal Militar (STM), que abriu um ponto de coleta em sua sede.
  • Sede da CNM, onde estão sendo recebidos colchões, cobertores, água, roupas de frio e alimentos não perecíveis.
  • Sede da OAB-DF e suas 14 subseções, que iniciaram uma campanha de arrecadação de alimentos e suprimentos.

Além disso, várias outras organizações e empresas locais também estão se mobilizando para ajudar. O Senado, por exemplo, aderiu à campanha da Liga do Bem para arrecadar 5 mil cobertores, e o Sesc-DF está coletando doações em todas as suas unidades.

Enquanto isso, no Rio Grande do Sul, a situação continua crítica, com mais de 201 mil pessoas deslocadas de suas casas e mais de 385 municípios afetados. O governo estadual declarou estado de calamidade, permitindo a solicitação de recursos federais para assistência humanitária e reconstrução de infraestrutura.

A Defesa Civil alerta que a maioria das bacias hidrográficas do estado está em risco de enchentes, destacando a urgência da assistência às comunidades afetadas.

By Admin

Deixe um comentário

You May Also Like